Avisos

PROMOÇÃO IMPERDÍVEL! Aproveite os descontos promocionais


MATRICULE-SE JÁ E DÊ O PRIMEIRO PASSO PARA A SUA INDEPENDÊNCIA FINANCEIRA


MATRÍCULAS ABERTAS PARA A SEGUNDA TURMA DE 2017 do Curso Preparatório de Sargento da Aeronáutica


INÍCIO: 20/06/2017

Informações gerais

Patrono: Alberto Santos Dumont

Hino:Hino dos Aviadores

Batalhas: Segunda Guerra Mundial

Comandante-Supremo: Presidente da República

A Força Aérea Brasileira (FAB), também conhecida como Aeronáutica, é uma das três Forças Armadas do Brasil. É a maior força aérea da América Latina em contingente, número de aviões e poder de fogo. Desde 1982 foi permitido a mulheres ingressarem na Aeronáutica.

 

História

Em 1939, no início da Segunda Guerra Mundial, a forma como se desenvolviam os combates no além-mar surpreendeu e revelou o despreparo das forças armadas brasileiras para enfrentar as exigências do conflito. Somando-se às carências materiais típicas de um país com insuficiência de recursos financeiros, havia ainda toda uma organização militar estruturada nos moldes da I Guerra Mundial. Era preciso mudar.
Embora o debate em torno da criação de uma força aérea única, fundindo as já existentes aviações do Exército e da Marinha, assim como a criação de um ministério exclusivo para gerenciar a aviação brasileira, viesse ocorrendo desde o início dos anos 1930, a guerra na Europa acabou por reforçar essa tendência, consolidando a idéia de que era preciso centralizar os meios aéreos do país. O desperdício e os problemas decorrentes de um gerenciamento em separado de múltiplas aviações, militares e civis, constituiu-se num dos principais argumentos em favor da criação do Ministério do Ar.
Finalmente, após amplo debate e campanhas na imprensa, Getúlio Vargas, em 20 de janeiro de 1941, assinou o Decreto 2961, criando o Ministério da Aeronáutica e estabelecendo a fusão das forças aéreas do Exército e da Marinha numa só corporação, denominada Forças Aéreas Nacionais. Pouco depois, em maio de 1941, um novo decreto mudou o nome da recém-nascida força aérea para Força Aérea Brasileira (FAB), nome que permanece até os dias de hoje.
A Força Aérea Brasileira obteve seu batismo de fogo durante a II Guerra Mundial participando da guerra anti-submarino no Atlântico Sul e, na Europa, como integrante da Força Expedicionária Brasileira que lutou ao lado dos Aliados na frente italiana.
Foram enviadas para a Itália duas unidades áereas da FAB, o 1º Grupo de Aviação de Caça, o Senta a Pua!, e a Primeira Esquadrilha de Ligação e Observação (1ª ELO).
Em 9 de novembro de 2003, foi inaugurado em Pianoro, Itália, mais precisamente no distrito de Livergnano, uma placa em homenagem ao 2º Tenente-Aviador John Richardson Cordeiro e Silva, primeiro piloto da FAB abatido em combate, e a todos os demais integrantes da Força Aérea que estiveram lutando na Itália durante a Segunda Guerra Mundial. A placa foi agregada ao monumento já existente em homenagem aos que morreram combatendo os fasci-nazistas na guerra. A localidade de Livergnano foi escolhida por ter sido o local onde a aeronave de caça do Ten Cordeiro, um P-47 Thunderbolt, foi abatida em 6 de novembro de 1944, pela temida Flak, bateria antiaérea alemã, no regresso de uma missão de combate no norte da Itália.


Organização

O comando militar da força é exercido pelo Comando da Aeronáutica - COMAER , ao qual estão subordinados quatro Comandos-Gerais, dois Departamentos e diversos outros órgãos relacionadas com o funcionamento e administração da aviação brasileira, tanto civil como militar, e da pesquisa e desenvolvimento aeroespacial.
Os quatro Comandos Gerais são:
• Comando-Geral de Operações Aéreas
• Comando-Geral de Apoio
• Comando-Geral de Pessoal
• Comando-Geral de Tecnologia Aeroespacial
Os dois Departamentos são:
• Departamento de Controle do Espaço Aéreo
• Departamento de Ensino da Aeronáutica
Comando de Operações Aéreas - COMGAR
É ao Comando de Operações Aéreas (COMGAR) que estão subordinadas as unidades aéreas, bases aéreas e órgãos afins. Ou seja, o COMGAR é o braço armado da Força Aérea Brasileira.
Na estrutura do COMGAR, as unidades aéreas são agrupadas em quatro forças aéreas, a saber:
• 1ª Força Aérea ou I FAe, com sede na cidade de Natal. Engloba as unidades de preparação avançada de pilotos da FAB.
• 2ª Força Aérea ou II FAe, com sede na cidade do Rio de Janeiro. Engloba as unidades de asas rotativas (helicópteros) e as unidades de busca e salvamento, patrulha marítima e de apoio a Marinha em geral.
• 3ª Força Aérea ou III FAe, com sede na cidade de Gama, no DF. Coordena e gerencia o emprego das unidades aéreas de aplicação estratégica e tática, bem como as de defesa aérea.
• 5ª Força Aérea ou V FAe, com sede na cidade do Rio de Janeiro. É responsável pelas unidades de transporte, reabastecimento em vôo (REVO), lançamento de pára-quedistas e apoio a unidades do Exército.
As unidades aéreas são as organizações militares que reúnem os meios operacionais da força. Cada unidade possui uma função específica, além de aeronaves, pessoal e instalações que assegurem o seu funcionamento.
As bases aéreas, por sua vez, estão organizadas através de uma divisão regional do território brasileiro, onde cada região (num total de sete) fica subordinada a um Comando Aéreo Regional (COMAR). São eles:
• I COMAR, com sede em Belém e jurisdição sobre os estados do Pará, Amapá e Maranhão.
• II COMAR, com sede em Recife e jurisdição sobre os estados do Piauí, Ceará, Rio Grande do Norte, Paraíba, Pernambuco, Alagoas, Sergipe e Bahia.
• III COMAR, com sede no Rio de Janeiro e jurisdição sobre os estados do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.
• IV COMAR, com sede em São Paulo e jurisdição sobre os estados de São Paulo e Mato Grosso do Sul.
• V COMAR, com sede em Canoas e jurisdição sobre os estados do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná.
• VI COMAR, com sede em Brasília e jurisdição sobre o Distrito Federal e os estados de Goiás, Mato Grosso e Tocantins.
• VII COMAR, com sede em Manaus e jurisdição sobre os estados do Amazonas, Roraima, Acre e Rondônia.
       

 

Meios aéreos atuais

A Força Aérea Brasileira está passando por uma profunda reformulação de seus meios aéreos. Aeronaves antigas com alto custo de manutenção e pouco eficientes vêm sendo lenta e gradativamente substituídas por aeronaves mais novas e otimizadas para sua função.
As compras e programas mais importantes já realizados:
• Programa ALX - 99 aeronaves Super Tucano em processo de entrega.
• Programa F-5BR - modernização dos caças F-5.
• Programa CL-X - compra de 12 aeronaves Casa C-295.
• Programa P-X - compra e modernização, ainda em processo, de aeronaves P-3 para patrulha marítima.
• Compra de 12 caças Mirage 2000 como caça interino enquanto se aguarda o relançamento do programa F-X, as primeiras unidades já estão sendo entregues.
• Compra de um novo avião presidencial, já entregue.
Programas ainda pendentes:
• F-X - Novo caça interceptador, programa retomado pelo governo brasileiro em 2007, e prevê a compra de até 36 caças de 4ª/5ª geração em 4 anos. dentre os caças almejados pelo governo, os dois principais que concorrem na licitação são o Rafale, da França e o Sukhoi SU - 35, da Rússia.
• CT-X - aeronave de transporte leve para substituir o C-95 Bandeirante. Provavelmente será escolhido o Casa C-212-400 Aviocar.
• Helicópteros Compra de 6 helicópteros UH60L.

 

Fotos

 

img_0
img_0 img_0
img_1
img_1 img_1
img_2
img_2 img_2
img_3
img_3 img_3
img_4
img_4 img_4
img_5
img_5 img_5
img_6
img_6 img_6
img_7
img_7 img_7
img_8
img_8 img_8
img_9
img_9 img_9
img_10
img_10 img_10
img_11
img_11 img_11
img_12
img_12 img_12
img_14
img_14 img_14
img_15
img_15 img_15
img_16
img_16 img_16
img_17
img_17 img_17
img_18
img_18 img_18
img_19
img_19 img_19
img_20
img_20 img_20
img_21
img_21 img_21
img_22
img_22 img_22
img_23
img_23 img_23
img_24
img_24 img_24
img_25
img_25 img_25
img_26
img_26 img_26
img_27
img_27 img_27
img_28
img_28 img_28
img_29
img_29 img_29
img_30
img_30 img_30
img_31
img_31 img_31
img_32
img_32 img_32
img_33
img_33 img_33
img_34
img_34 img_34
img_35
img_35 img_35
img_36
img_36 img_36
img_37
img_37 img_37
img_38
img_38 img_38
img_39
img_39 img_39
img_40
img_40 img_40
img_41
img_41 img_41
img_42
img_42 img_42
img_43
img_43 img_43
img_44
img_44 img_44
img_45
img_45 img_45
img_46
img_46 img_46
img_47
img_47 img_47
img_48
img_48 img_48
img_49
img_49 img_49
img_50
img_50 img_50
img_51
img_51 img_51
img_52
img_52 img_52
img_53
img_53 img_53
img_54
img_54 img_54
img_55
img_55 img_55
img_56
img_56 img_56
img_57
img_57 img_57
img_58
img_58 img_58
img_59
img_59 img_59
img_60
img_60 img_60
img_61
img_61 img_61
img_62
img_62 img_62
img_63
img_63 img_63
img_64
img_64 img_64
img_65
img_65 img_65
img_66
img_66 img_66
img_67
img_67 img_67
img_68
img_68 img_68
img_69
img_69 img_69
img_70
img_70 img_70
img_71
img_71 img_71
img_72
img_72 img_72
img_73
img_73 img_73
img_74
img_74 img_74
img_75
img_75 img_75
img_76
img_76 img_76
img_77
img_77 img_77
img_78
img_78 img_78
img_79
img_79 img_79
img_80
img_80 img_80
img_81
img_81 img_81
img_82
img_82 img_82
img_83
img_83 img_83
img_84
img_84 img_84
img_85
img_85 img_85
img_86
img_86 img_86
img_87
img_87 img_87
img_88
img_88 img_88
img_89
img_89 img_89
img_90
img_90 img_90
img_91
img_91 img_91
img_92
img_92 img_92
img_93
img_93 img_93
img_94
img_94 img_94
img_95
img_95 img_95
img_96
img_96 img_96
img_97
img_97 img_97
img_98
img_98 img_98
img_99
img_99 img_99
img_100
img_100 img_100
img_101
img_101 img_101
img_102
img_102 img_102
img_103
img_103 img_103
img_104
img_104 img_104
img_105
img_105 img_105
img_106
img_106 img_106

 

Joomla Template by Joomla51.com